17/01/16

Sermão da Primeira Sexta-Feira da Quaresma (1944) - Sermão I, de Padre Antônio Vieira

Para baixar o livro, clique na imagem e selecione-o em: 
---
Disponível também em "GoogleDrive", no link abaixo:



---

Portugal do século XVII
Com a morte de D. Sebastião na expedição militar contra Marrocos, em 1578, e após o falecimento do cardeal D. Henrique, o trono português foi reivindicado por Filipe II; Portugal e suas colônias passaram para o domínio espanhol. A língua e a literatura da Espanha tiveram muita influência nesse período, que durou até a Restauração Portuguesa, em 1640. Grandes nomes brilharam nas letras na terra de Cervantes, mas a Espanha começava a declinar, impedindo a entrada de novas idéias vindas, principalmente, da França. O despotismo da Igreja e do Estado dominaram os espíritos. A literatura, segundo Ferreira (1971, p. 468), consumia-se no gosto das frases, um pobre recurso dos cérebros sem alimento; foi a época do império da fraseologia gongórica, com o uso de palavras ocas.
O esgotamento provocado pelas colônias e a dependência política foram causas da penúria de Portugal no século XVII. Esta época também se caracterizou pela decadência moral da nobreza e do clero, enquanto o povo, por sua vez, vivia na miséria, ignorância e fanatismo, onde a intolerância religiosa e o medo da Santa Inquisição pairavam como uma séria ameaça sobre todos.
Num ambiente assim, a produção das letras sofreu uma inevitável decadência, pois toda publicação tinha que ter a concordância da censura eclesiástica e civil; esta censura foi um grande obstáculo para o progresso, pois limitava a livre manifestação do espírito criativo. O absolutismo não permitia que os cérebros pensassem. No lugar da literatura original, surgiu a extravagância do estilo, responsável pela perversão do gosto literário, segundo Ferreira (1971, p. 481).

--
Fonte:
Roberto Teodoro Jung: “Retórica e pregação religiosa no Sermão da Sexagésima do Padre Antonio Vieira”. (Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Letras – Mestrado, Área de Concentração em Leitura e Cognição, Universidade de Santa Cruz do Sul – UNISC, como requisito parcial para obtenção do título de Mestre em Letras. Orientador: Prof. Dr. Jorge Molina). Santa Cruz do Sul, 2008.
Nota:
A imagem inicial inserida no texto não se inclui na referida tese.
As notas e referências bibliográficas de que faz menção o autor estão devidamente catalogadas na citada obra.
O texto postado é apenas um dos muitos tópicos abordados no referido trabalho.
Para uma compreensão mais ampla do tema, recomendamos a leitura da tese em sua totalidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário