24/12/15

Círculo de fogo (Poema), de Manuel Neto dos Santos

Para baixar o livro, clique na imagem e selecione-o em: 
http://www.projetolivrolivre.com/
---
Disponível também em "GoogleDrive", no link abaixo:



---


Disperso, deserdei um remoinho austero
e o que antes foi caminho...
caminho já não quero
Partida na quebrada
deste quebranto imenso
se penso não sou nada
se não... não sei se penso
Sou de tal modo não
que, por não ser, me busco
e apedrejo o clarão
que chega ao lusco-fusco.
Quem fica não sou eu
quem parte ainda menos
sou os breves, serenos,
momentos de aflição
Por isso, anda a má-língua
a chamar-me “poeta”...
só que uma Boa Língua
de mim é predileta
Disperso, deserdei, da vida, tanta coisa...
Hoje, se sei... não sei
que alma não me poisa.

(Círculo de fogo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário