20/09/15

Paisagens da China e do Japão (Lendas), de Venceslau de Morais

Para baixar o livro, clique na imagem e selecione-o em: 
http://www.projetolivrolivre.com/
---
Disponível também em "Minhateca", no link abaixo:



---



Wenceslau de Morais (1854-1929) foi um português apaixonado pelo Oriente. Apesar de apreciado por seus contemporâneos, não é lembrado em nosso tempo. Tendo feito várias viagens pela Marinha de Guerra na América, África e Ásia, passa a residir em Macau, China, como imediato da Capitania do Porto e inspetor do ópio e professor, convivendo de perto com Camilo Peçanha. Depois de nomeado cônsul do Japão em 1899 se estabelece no país até sua morte. Ao radicar-se definitivamente em Tokushima (Japão), entrega-se à atividade literária e converte-se ao budismo. Apesar de ser o único ocidental residente na cidade, procura viver os costumes orientais, o que causa estranhamento das autoridades.

Suas obras revelam grande curiosidade e sensibilidade ao Oriente. Entre elas temos: Traços do Extremo Oriente — Sião, China e Japão (1895), Dai-Nippon “O grande Japão” (1897), Cartas do Japão (1905), O Culto do Chá (1905), O Bom-Odori em Tokushima (1916), O-Yoné e Kó-Haru (1923), Paisagens da China e do Japão (1906), Os Serões no Japão (1926), Relance da Alma Japonesa (1926) e Osoroshi “o mete-medo” (1933). Em Relance da Alma Japonesa, Moraes faz considerações sobre a poesia japonesa, indo desde o KOJIKI, obra escrita em forma de poemas, que conta a história japonesa desde a origem mitológica, até o haikai, que é a própria poesia tradicional. Encantado com a característica sintética do haikai, cita alguns exemplos e suas respectivas traduções e comentários, feitas por ele mesmo. É em Relance da Alma Japonesa, que encontramos a tradução de Moraes, do “haikai da rã” de Bashô.


---
Fonte:
Tatiane de Aguiar Sousa:
"Haikais de bashô: O Oriente traduzido no Ocidente". (Dissertação apresentada ao Curso de Mestrado Acadêmico em Lingüística Aplicada do Centro de Humanidades da Universidade Estadual do Ceará, como requisito parcial para obtenção do grau de mestre em Lingüística Aplicada. Área de concentração: Estudos da Linguagem. Linha de Pesquisa: Tradução, Terminologia e Processamento da linguagem. Orientadora: Profa. Dra.. Laura Tey Iwakami). Fortaleza, 2007.

Nenhum comentário:

Postar um comentário