28/12/14

Os jesuítas e o ensino, de João Pandiá Calógeras


Livro provisoriamente disponível no site Minhateca (link baixo):

---
Os jesuítas e o ensino

Algumas linhas premonitórias são necessárias para explicar a razão de ser, em sua forma primitiva, desta reimpressão de nosso estudo sobre os jesuítas e o ensino.

Destinado originariamente à Revista Americana, terminou sua redação antes de expedido o recente decreto federal, que reformou a instrução pública. A este, portanto, não se podia referir.

A presente tiragem, embora posterior à Lei Orgânica, não apresenta um texto modificado, no sentido de se pronunciar sobre o ato governamental.

Não vai nesse silêncio louvor, nem vitupério: assinala, apenas, a insuficiência do escopo. O novo Código encerra algumas medidas boas quanto ao magistério superior; outras, menos felizes, atinentes ao chamado ciclo secundário, ligadas a providências que se preconizam.

Emudeceu sobre o estagio basilar, essencial, do ensino primário. No ponto dominante do problema, o punctum vitae da formação mental, os moldes oficiais regrediram do que já estava conquistado, vencedoras várias campanhas nesse rumo no seio do Congresso.

Desfaleceu nesse transe em mãos do Governo a causa da educação nacional.

Sabedores de pedagogia dirão as vantagens ou os inconvenientes das normas recém-editadas.

Todos os homens públicos, porém, cumpre ponderem as consequências graves do abandono em que continua o período primeiro da cultura intelectual. aí se trata, não nos cansemos de repeti-lo, do problema político, máximo entre os maiores, da elaboração do caráter brasileiro, com todos os seus derivados na vida de nosso país, em seu governo, nas soluções dos conflitos entre a intelectualidade e as crenças.

Esse ensaio de filosofia política tentamos esboçar nas páginas que seguem.

Junho de 1911.

Nenhum comentário:

Postar um comentário