12/09/15

Dinheiro! Dinheiro! (Conto), de Camilo Castelo Branco

Para baixar o livro, clique na imagem e selecione-o em: 
http://www.projetolivrolivre.com/
---
Disponível também em "Minhateca", no link abaixo:



---
Breves notas biográficas Camilo

Ferreira Botelho Castelo Branco nasceu em Lisboa, na Rua da Rosa, a 16 de Março de 1825, apesar de sempre ter afirmado haver nascido apenas em 182628 . Foi baptizado na Igreja dos Mártires a 14 de Abril de 1825, vindo a ser perfilhado pelo pai aos quatro anos e falecendo em São Miguel de Ceide às cinco horas do dia 1 de Junho de 1890, vítima de um tiro que desferira na têmpora direita num momento de desespero. Era filho de Manuel Joaquim Botelho Castelo Branco, solteiro, e de Jacinta Rosa do Espírito Santo Ferreira, que viviam em mancebia e já tinham uma filha mais velha, Carolina. Pouco se sabe acerca da mãe de Camilo e também se desconhece a razão que levou Manuel Joaquim Botelho a certificar as crianças como filhas de mãe incógnita, suspeitando-se que tal se deveu ao facto de ela ser uma mulher humilde, provavelmente criada de Manuel Joaquim Botelho.

 Camilo ficou órfão de mãe com cerca de dois anos e de pai quando contava dez, carregando a sua orfandade pela vida fora. Muitos foram os desgostos que sofreu e que aos poucos lhe retiraram a vontade de viver. Para além do sofrimento que a perda prematura dos pais lhe provocara, Camilo também padeceu muito com o facto de ser filho de mãe incógnita, com a ganância dos familiares, os parcos recursos económicos , a não-aceitação por parte da sociedade de então e as vidas frustradas dos filhos. Toda a sua instabilidade afectiva, nascida da ausência do amor e carinho dos pais, assim como do facto de não ter uma casa a que pudesse chamar lar, se veio a revelar no seu carácter melancólico e no modo depressivo de encarar a vida. Assim, quando a cegueira ameaçava afastá-lo do mundo das letras, o génio escolheu retirar-se do palco da vida.

---
Fonte:
Daniela Maria Vaz Daniel: "Leituras e leitores de Camilo Castelo Branco, em particular, Agustina Bessa-Luís". (Dissertação de Mestrado Orientador: Professor Doutor António dos Santos Pereira - Universidade da Beira Interior -  Faculdade de Artes e Letras Departamento de Letras). Covilhã, 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário