22/11/14

Máximas, Pensamentos e Reflexões, de Marquês de Maricá

 Máximas, Pensamentos e Reflexões, de Marquês de Maricá
Para baixar este livro gratuitamente em formato PDF, acessar o site  do “Projeto Livro Livre”: http://www.projetolivrolivre.com/
(
Download)
Os livros estão em ordem alfabética: AUTOR/TÍTULO (coluna à esquerda) e TÍTULO/AUTOR (coluna à direita).




---
Biografia

Mariano José Pereira da Fonseca, o Marquês de Maricá, era filho de Domingos Pereira da Fonseca e dona Tereza Maria de Jesus. Nasceu no Rio de Janeiro a 18 de maio de 1773 e faleceu a 16 de setembro de 1848.

Foi senador pela província do Rio de Janeiro, conselheiro de estado, do conselho de sua majestade o Imperador, grã-cruz da ordem do Cruzeiro, cavaleiro da do Cristo, sócio do Instituto Histórico Geográfico Brasileiro e bacharel em matemáticas e em filosofia pela universidade de Coimbra. Apenas formado em Coimbra, em 1793

A dolorosa notícia da morte de seu pai, que era negociante, trouxe-o ao Brasil, onde o aguardavam novos desgostos. Abraçando a profissão de seu pai, entrou para a academia científica, fundada por Manuel Ignácio da Silva Alvarenga sob os auspícios do governador Marquês de Lavradio, e por esse crime, quando o famigerado Conde de Rezende dissolveu violentamente a academia, foi preso e esteve dois anos, sete meses e quinze dias encarcerado por ordem deste déspota.

Ocupou lugares importantes, de 1802 a 1822, como os de membro da junta do Comércio, censor régio da imprensa, administrador tesoureiro da fábrica de pólvora, criada a 8 de maio de 1808 na Lagoa de Rodrigo de Freitas, e um dos administradores da imprensa regia, criada na mesma data.

Foi um dos colaboradores da Constituição do Império de acordo com as bases dadas por D. Pedro I; ministro da fazenda desde a dissolução da constituinte, novembro de 1823, até 23 de novembro de 1825, e um dos membros com que foi inaugurado o senado.

Foi grande filósofo, profundo moralista e também poeta. Escreveu, entre outras obras: Máximas, Pensamentos e Reflexões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário