09/11/14

Jogos Pueris, de Ronald de Carvalho

 Jogos Pueris, de Ronald de Carvalho gratis em pdf
Para baixar este livro gratuitamente em formato PDF, acessar o site  do “Projeto Livro Livre”: http://www.projetolivrolivre.com/
(
Download)
Os livros estão em ordem alfabética: AUTOR/TÍTULO (coluna à esquerda) e TÍTULO/AUTOR (coluna à direita).



---

Biografia de 
Ronald de Carvalho


Ronald de Carvalho nasceu na cidade do Rio de Janeiro, no dia 16 de maio de 1893.

Formou-se no Colégio Abílio em ciências e letras; e, na Faculdade Livre de Ciências Jurídicas e Sociais, em 1912, colou grau de bacharel em direito. Em 1913 esteve na Europa, onde completou, em Paris, a educação intelectual, seguindo cursos de filosofia e sociologia.

Em 1914 entrou para o Ministério das Relações Exteriores, onde galgou, por merecimento, todos os postos, até enviado extraordinário e ministro plenipotenciário.

Percorreu, em suas missões, quase todos os países da América, e, na Europa, foi 1° secretario da embaixada em Paris, e encarregado de negócios na Holanda.

Esteve no México, em 1923, convidado especialmente pelo governo mexicano, que o considerou hóspede de honra da nação. Realizou varias conferências na Universidade do México e em diferentes cidades daquele país, tendo sido recebido pela Academia Mexicana de Ia Lengua, em sessão solene.

Desde sua estréia na imprensa, no Rio, em 1910, como colaborador do "Diário de Notícias", sob a direção de Rui Barbosa, escreveu em quase todos os jornais do Rio de Janeiro; em "La Prensa" e "La Nacion", de Buenos Aires; no "Excelsior" e no "Universal", do México; no "El Comercio", de Lima; na revista "Inter-América", de New York; no "Mercure de France"; no "L'Esprit Latin", na "Revue de Genéve", de que foi, durante muitos anos, correspondente no Brasil; na "Revuede l'Amerique Latine"; colaborou ainda no "Studio", de Londres etc.

Realizou em Paris varias conferências na Sorbonne, no Collège de France, no Palais de Justice, etc.

Publicou os seguintes livros:
"Poemas e Sonetos", premiado pela Academia Brasileira de Letras, 1919; "Pequena História da Literatura Brasileira", prêmio Academia Brasileira de Letras, 1919; "Epigramas Irônicos e Sentimentais", 1922; "Espelho de Ariel", 1922; Anuário do Brasil; "Estudos Brasileiros", 1924, 1931; "Toda a America", 1926; "Jogos Pueris", 1926; "Imagem do México", 1930; "Rabelais e o riso do Renascimento", 1931; "Imagens do Brasil e do Pampa" de Luc Durtain, (tradução), 1933; "Le Brésil et le génie français", 1933; publicou em Paris, na casa editora Harzan, 1932: "Rabelais et le rire de Ia Renaissance", com um prefácio de Luc Durtain. Foram traduzidas as seguintes obras suas para o francês: "Epigrammes ironiques et sentimentales", por Francis de Miomandre; "Toute l'Amerique" por M. von Wellish e E. H.Barbier, além de vários ensaios, vertidos por Jean Duriau, Luc Durtain, Philéas Lebesque e Manoel Gahisto. Para o espanhol: "Toda Ia America", por Francisco Villaespesa; "La Psiquis brasilena". Para o italiano: "Tuta l'America", por Agenóre Magno. Vários poemas de "Toda a América" foram traduzidos em inglês, francês, russo e alemão. Seu nome figura em muitas Antologias americanas e européias.

Fez parte das seguintes associações: Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro; Sociedade de Geografia do Rio de Janeiro; Real Sociedade de Geografia da Itália; Instituto de Coimbra; Academia Hispano-Americana de Ciências e Artes; Junta Nacional de História do Uruguai; Poet’s Guild of America, de Washington; Academia Latina, de Paris; Soc. Felipe de Oliveira, Fundação Graça Aranha.


Faleceu no Rio de Janeiro, a 15 de fevereiro de 1935, em conseqüência de um desastre de automóvel, pouco depois de ser eleito, pelos intelectuais brasileiros, em grande maioria, "Príncipe dos prosadores brasileiros", em substituição a Coelho Neto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário